CDPI apresenta a tecnologia HD-PET

O aparelho permite visualizar, com precisão, até mesmo lesões mais ínfimas com contraste e clareza...

sf_blog

A CDPI acaba de promover um upgrade no seu PET-CT Scanner para uma tecnologia de alta definição de imagem, o HD-PET, trazendo mais resolução e nitidez do que nunca.

Com indicação para o diagnóstico de doenças neurológicas e tumores, a aplicação do exame destaca as lesões com imagens mais claras nos detalhes. “O uso do PET-CT é fundamental para detectar precocemente neoplasias, por exemplo, pois capta alterações funcionais ainda no nível celular muito antes de os tecidos e os órgãos terem suas anatomias alteradas, o que é muito importante para a tomada de decisão no tratamento, aumentando as chances de cura”, explica o Dr. José Leite, médico nuclear da CDPI.

O equipamento está disponível na unidade Centro Médico MD.X: Av. das Américas, 6.205 – Barra da Tijuca.

Mais informações em:

http://www.cdpi.com.br/

CDPI expande serviço de cardiologia nuclear

Aquisição de mais uma Gamacâmara aumenta a capacidade de atendimento em cintilografia miocárdica.

sf_blog

Em um novo investimento para a ampliação de seu parque tecnológico, a Clínica de Diagnóstico por Imagem (CDPI) adquiriu mais uma Gamacâmara, produzida pela GE, e expandiu sua área de cardiologia nuclear, duplicando a realização diária de cintilografia na unidade CID Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Segundo Dr. Ronaldo Leão, cardiologista do setor, o investimento se justifica pela demanda crescente para o exame. “A CDPI duplicou a oferta de vagas do exame de cintilografia miocárdica – procedimento muito procurado – e investiu ainda mais na melhoria do serviço, o que facilita o agendamento e, consequentemente, oferece mais conforto para os pacientes”, reforça o médico.

De acordo com Dr. Ronaldo, a tecnologia tem resolução espacial e energética duas e dez vezes maior, respectivamente, o que permite a execução de exames mais precisos e acurados. Além disso, o setor de cardiologia nuclear da CDPI utiliza um protocolo para a realização de procedimentos que expõem menos os pacientes à radiação e reduz o tempo do exame. “O equipamento usado na CDPI aumenta a sensibilidade e a precisão do diagnóstico de doença coronariana obstrutiva”, afirma.

7 alimentos superpoderosos para a saúde (parte 2)

Saiba como o consumo regular de alho, maçã, uva e fibras ajudam a turbinar sua saúde.

sf_blog

Proteger o corpo de doenças, levando uma vida mais saudável pode ser uma experiência saborosa. Na última semana, você conheceu como o “suco verde”, o molho de tomate e a soja ajudam a fortalecer o organismo. Nesta segunda parte do nosso especial sobre alimentos funcionais, saiba como o consumo regular de alho, maçã, uva e fibras também podem ajudar a turbinar sua saúde.

4

Aqui, o sistema imunológico é o grande favorecido. “O alho é um antibiótico natural, capaz de controlar fungos e bactérias. Em crises agudas, os medicamentos são indispensáveis. Porém, quem sofre de infecções recorrentes, como a candidíase de repetição, pode se beneficiar do efeito bactericida do alho”, afirma Dr. Roberto Navarro. Mas como a alicina, seu “milagroso” princípio ativo, se perde no cozimento, a questão é como consumir o alho cru. Algumas dicas são: preparar caldos que levam o ingrediente in natura (como molho pesto ou gaspacho), acrescentar lâminas finas de alho à salada ou cortá-lo ao meio e engoli-lo com água, sem mastigar, como se fosse um comprimido. O nutrólogo recomenda a ingestão de dois dentes de alho por dia.

5

O ditado em inglês (que diz que uma maçã por dia evita visitas ao médico) talvez se deva à pectina, encontrada na casca da fruta. O Dr. Roberto Navarro indica a maçã como coadjuvante em tratamentos de controle do colesterol e adverte: “É importante comer com a casca”. O Dr. Fernando Chueiri aponta os benefícios da maçã em casos de constipação intestinal: “São necessários 30 gramas de fibra por dia para garantir um bom funcionamento desse órgão, que corresponderiam a cerca de dez maçãs. Mas podemos, claro, variar as fontes diárias de fibra, comendo também cerais integrais, linhaça, alcachofra e outras frutas, como pera e mamão”.

6

Os polifenóis presentes na uva ajudam a evitar o câncer (pelo seu efeito antioxidante) e doenças cardiovasculares. Neste último caso, quando há comprometimento de vasos e artérias, a fruta vai além da prevenção: “O consumo diário de 150 ml de vinho ou suco de uva integral por pacientes com colesterol aumentado é um auxílio ao tratamento”, diz o nutrólogo Dr. Fernando Chueiri. O Dr. Roberto Navarro emenda e conclui: “A nutrologia concorda que uma dieta rica em antioxidantes tem efeito protetor do coração. Eles são encontrados em pigmentos de vegetais: todos os que têm cores fortes são potentes antioxidantes”.

7

As fibras presentes em abundância na aveia já seriam motivo suficiente para recomendar a ingestão diária de meia xícara do cereal a quem deseja prolongar a sensação de saciedade e regular o trânsito intestinal (o que inclui um grande número de mulheres!). Diabéticos também podem se beneficiar do ingrediente, já que, na presença de fibras, a glicose no sangue é absorvida de maneira gradual, evitando picos de insulina. Mas a prescrição alimentar vai além: “A aveia é fonte de betaglucana, que ajuda no controle do colesterol e na diminuição de risco de câncer no intestino”, atesta o Dr. Roberto Navarro.

7 alimentos superpoderosos para a saúde – parte 1

O nutrólogo Dr. Roberto Navarro explica os segredos por trás do consumo regular de "suco verde", molho de...

sf_blog

Como consequência do próprio metabolismo, o corpo humano produz alguns “lixos”, como a homocisteína, que aumenta o risco de doenças cardiovasculares e de demência. A sorte, como explica o clínico geral e nutrólogo Dr. Roberto Navarro, é que uma dieta rica em ácido fólico ajuda a controlar os efeitos desse aminoácido.

Da mesma forma que o ácido fólico é encontrado na soja, outras substâncias aliadas da saúde – seja na prevenção de doenças crônicas, seja no auxílio ao tratamento medicamentoso – também se põem à mesa. Conheça sete alimentos capazes de trazer incríveis benefícios para o seu corpo.

1

Aqui está o segredo de um bom suco verde: os vegetais-escuros têm nutrientes, como os compostos sulfidrílicos, que auxiliam na detoxicação hepática – ou seja, ajudam a proteger o fígado das toxinas que circulam no sangue. Além disso, alimentos como brócolis, a couve e o espinafre têm pouquíssimas calorias e são fontes de ferro e fibras. O Dr. Roberto Navarro lembra, ainda, que essas folhas de cor tão chamativa “contêm ácido fólico e luteína, um antioxidante que protege os olhos e diminui o risco de degeneração da mácula [área ocular propensa, em idade avançada, a ser afetada]“.

2

O licopeno presente no tomate – e também no morango e na melancia – tem ação antioxidante, que ajuda a diminuir a produção de radicais livres. Por conta dessa substância, o também nutrólogo Dr. Fernando Bahdur Chueire afirma: “O tomate é recomendado na prevenção, mas quando se fala em alguns tipos de câncer, como o de próstata, o alimento deve ser consumido diariamente, inclusive como aliado no tratamento”. Durante o preparo, é fundamental cozinhar o tomate e adicionar uma gordura monoinsaturada, como azeite. “O licopeno é extraído do tomate e fica retido no óleo. Por isso, os molhos, em especial os caseiros, concentram mais licopeno que a fruta em si”, conclui o Dr. Roberto Navarro.

3

Um aclamado alimento funcional (aquele que traz benefícios à saúde quando consumido com frequência), a soja é uma leguminosa que está por toda parte: em grãos, na forma de leite, queijo, extratos, hambúrgueres – mas quanto a isso, o Dr. Fernando Chueiri é categórico: “Atenção à ficha nutricional dos derivados industrializados. É preciso saber quanto de soja há realmente no produto. O melhor mesmo é consumir o grão, cerca de 25 gramas por dia”. A diminuição do risco de doenças cardiovasculares é o principal benefício de uma dieta rica em soja. Mas a colina, vitamina presente no ingrediente, também atua na memória e cognição, ajudando a preservar as funções cerebrais.

Visualize seu histórico de exames na Internet

Serviço online do Laboratório Sérgio Franco oferece facilidades para médicos e pacientes

sf_blog

Para facilitar ainda mais o acesso de médicos e pacientes a resultados de exames de análises clínicas, o Sérgio Franco dispõe de um serviço online exclusivo, que inclui histórico e laudos evolutivos.

Nessa base de dados, o paciente pode visualizar seu histórico por data da coleta em unidade de atendimento, ou por tipo de exame. Nesse último caso, é possível a visualização de um laudo evolutivo, com todo o histórico de um exame específico em forma de gráfico ou de tabela. Assim fica mais fácil acompanhar exames de rotina, como glicose e colesterol, ou marcadores tumorais. O acesso à área de laudos é protegido por senha e cada resultado só é liberado ao médico solicitante, ao paciente e, opcionalmente, aos médicos que o paciente possa vir a autorizar em sua área de configuração de privacidade. No site do laboratório, o histórico de exames de cada paciente é reunido em um código único, o CIP (Código de Identificação do Paciente).

“Independentemente da unidade em que você for atendido, você vai ser identificado pelo CIP, que está ligado ao nome e à sua data de nascimento, e assim vai ter acesso a todos os exames realizados no Sérgio Franco desde 1996. Além disso, cada exame que tem seu resultado é imediatamente disponibilizado no site, e assim, exames prontos vão sendo liberados rapidamente, sem ter de esperar pelos resultados dos exames mais demorados”, explica nossa Diretora Médica de Análises Clínicas, Dra. Monica Freire.

Esse serviço garante praticidade para quem não tem tempo a perder e é uma maneira segura de manter um histórico fiel de tratamentos e evolução de indicadores de saúde sempre à mão.

Realize seus exames no endereço de sua preferência com o Atendimento Domiciliar do Sérgio Franco

O serviço é uma opção para clientes que desejam cuidar da saúde com mais conforto, bem-estar e...

sf_blog

Conforto, bem-estar e conveniência: conceitos tão importantes para você estão entre nossas principais preocupações. Eles fazem parte dos fundamentos da implementação do serviço de atendimento domiciliar para exames laboratoriais, prática cada vez mais frequente nos centros urbanos e que evita o deslocamento, seja para fugir do trânsito, seja por impossibilidades físicas ou pelo conforto que apenas ambientes familiares nos oferecem.

Ao optar pela coleta domiciliar, o paciente do Sérgio Franco é atendido no endereço de sua preferência, com a mesma cordialidade, qualidade e tecnologia que encontra nas nossas unidades. Praticamente todos os exames de sangue, bem como o recolhimento das demais amostras biológicas, desde que previamente coletados de acordo com as orientações do laboratório, podem ser realizados nessa modalidade.

O grande destaque do serviço está na boa receptividade. Esse é um dos principais benefícios relatados pelos clientes que utilizam o serviço de coleta domiciliar. A maioria destaca o desempenho do coletador, que demonstra habilidade, paciência e atenção. Isso é exatamente o necessário para a realização de exames em idosos, bebês, crianças e pessoas enfermas. Para quem precisa de repouso ou tem dificuldade de locomoção, esse serviço é mais do que uma comodidade, é uma opção fundamental na recuperação e na promoção da saúde.

O benefício se estende para quem vive a rotina corrida dos grandes centros. A coleta domiciliar, que também pode ser feita no local de trabalho, acaba com a desculpa da falta de tempo para cuidar da saúde.

A entrega dos resultados acompanha essa inovação e pode ser feita via internet ou entregue no endereço indicado pelo paciente.

Qualquer pessoa, em qualquer faixa etária, pode utilizar este serviço. Agende sua coleta pelo telefone (21) 2672-7070.

Conheça nossas novas unidades

Para atender melhor os pacientes de Duque de Caxias e Ilha do Governador, o Sérgio Franco inaugura duas...

NovaSF

Visando oferecer mais comodidade e conforto aos pacientes, o Sérgio Franco aumenta sua rede de unidades e inaugura dois endereços: Duque de Caxias e Ilha do Governador.

As novas unidades oferecem uma extensa lista de exames de análises clínicas e atendimentos diferenciados em ambientes agradáveis, prezando sempre pela eficiência, excelência no atendimento e proximidade. Venha nos conhecer!

DUQUE DE CAXIAS

DuqueCaxias

 ILHA DO GOVERNADOR

IlhaGovernador

 

Teste do Pezinho: Saiba por que este teste neonatal é tão importante

Conheça a história e aplicação de um dos principais exames neonatais

teste_do_pezinho

Apesar de parecerem indefesos e frágeis, os bebês se adaptam de maneira mais fácil do que se imagina. Já em sua primeira semana de vida, conseguem reconhecer a mãe pela voz e pelo cheiro, se comunicam pelo choro e passam a identificar pessoas individualmente. No entanto, o recém-nascido necessita de uma série de cuidados. Entre eles, um exame é fundamental: o teste do pezinho.

O teste surgiu nos anos 1960 nos Estados Unidos, mas se tornou obrigatório em território nacional apenas em 1992, tendo chegado ao país na década de 1970 pelo Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN). O exame, que deve ser feito na primeira semana de vida da criança, é muito simples: bastam algumas gotas de sangue do calcanhar para que a fenilcetonúria – doença genética rara que faz com que alimentos que contenham a substância fenilalanina intoxique o cérebro, causando deficiência intelectual permanente – seja detectada.

Hoje, a evolução do teste permite que outras doenças também sejam diagnosticadas, como hipotireoidismo congênito e a fibrose cística. “Somando todas as técnicas passíveis de uso rotineiro na triagem neonatal, poderíamos testar mais de 60 doenças, sendo que boa parte delas já possui tratamento, que deve ser iniciado o mais rapidamente possível”, explica o Dr. Gustavo Guida, médico geneticista e nosso consultor.

Antes e depois
Década de 60
Com poucas gotas de sangue embebidas em papel filtro, o primeiro método – simples, barato e rápido – detectava a fenilcetonúria. Isso permitiu que qualquer agente de saúde pudesse coletar material dos bebês, enviar para laboratórios e obter resultados confiáveis. Uma característica dos exames dessa época era o uso de métodos individuais para cada doença, aumentando o custo, o tempo de realização e o risco de interferências nos resultados.

Hoje
Com o uso de cromatógrafos de alta performance e espectrômetros de massa, sugerido pela primeira vez ainda no século passado, passando a realizar parte dos testes da triagem neonatal, foi possível ampliar o acesso, acelerar os resultados e aumentar sua confiabilidade, além de permitir que com um único   exame fosse possível investigar múltiplas doenças.

Qualidade e inovação são a base da parceria Sérgio Franco & Complexo Hospitalar de Niterói (CHN)

Oferecer serviços de qualidade inquestionável só é possível com parceiros que sigam a mesma busca incansável...

sf_blog

Talvez tenha sido esse o motivo da primeira aproximação entre o Complexo Hospitalar de Niterói (CHN) e o Sérgio Franco, que já dura muitos anos, com exames e diagnósticos. “A medicina laboratorial diagnóstica é uma importante aliada numa unidade de saúde. Essa parceria com o Sérgio Franco é antiga e frutífera”, diz Ilza Boeira Fellows, diretora-geral do CHN.

A importância de uma parceria tão sólida é a agilidade de diagnóstico nos mais de 11.500 atendimentos mensais e mais de 43 mil exames. Cada minuto conta na hora do diagnóstico e na escolha do tratamento adequado, por isso é necessário ter como parceiro um laboratório com tradição, profissionais de renome e certificações em segurança, que trabalha com agilidade para garantir eficiência dos serviços e do diagnóstico.

O hospital, referência em cardiovascular, transplantes, tratamento neurointensivo e materno-infantil de alto risco, concilia, de forma harmoniosa, medicina de ponta com segurança, recursos e terapêuticas de alta tecnologia, humanização do ambiente hospitalar, treinamento e especializações permanentes dos colaboradores. E esses cuidados se estendem ao Sérgio Franco, que já os tem em seu DNA.

SF_CHN_fim

Conheça o ELF Test

Novo exame é importante aliado no combate a doenças do fígado

SF_blog

A doença hepática crônica (DHC) é responsável por inúmeras mortes ao redor do mundo. Normalmente, se dá no contexto de cirrose, que pode ser decorrente de diversas causas, entre elas, a ingestão de álcool em excesso e as hepatites B ou C.

O ELF Test [e] (Enhance Liver Fibrosis), disponível no Sérgio Franco, é um exame simples e rápido que utiliza exclusivamente marcadores de fibrose para produzir uma pontuação capaz de medir a extensão dos problemas no fígado. Feito a partir da análise do sangue, pode evitar biópsia e técnicas invasivas, sendo um grande aliado no combate a doenças que atacam o fígado.

COMO FUNCIONA

Por meio de um método que utiliza marcadores que geram uma classificação, os pacientes são organizados pela probabilidade de fibrose, facilitando a continuidade do tratamento.

 

SFCDPI