Realize seus exames no endereço de sua preferência com o Atendimento Domiciliar do Sérgio Franco

O serviço é uma opção para clientes que desejam cuidar da saúde com mais conforto, bem-estar e...

sf_blog

Conforto, bem-estar e conveniência: conceitos tão importantes para você estão entre nossas principais preocupações. Eles fazem parte dos fundamentos da implementação do serviço de atendimento domiciliar para exames laboratoriais, prática cada vez mais frequente nos centros urbanos e que evita o deslocamento, seja para fugir do trânsito, seja por impossibilidades físicas ou pelo conforto que apenas ambientes familiares nos oferecem.

Ao optar pela coleta domiciliar, o paciente do Sérgio Franco é atendido no endereço de sua preferência, com a mesma cordialidade, qualidade e tecnologia que encontra nas nossas unidades. Praticamente todos os exames de sangue, bem como o recolhimento das demais amostras biológicas, desde que previamente coletados de acordo com as orientações do laboratório, podem ser realizados nessa modalidade.

O grande destaque do serviço está na boa receptividade. Esse é um dos principais benefícios relatados pelos clientes que utilizam o serviço de coleta domiciliar. A maioria destaca o desempenho do coletador, que demonstra habilidade, paciência e atenção. Isso é exatamente o necessário para a realização de exames em idosos, bebês, crianças e pessoas enfermas. Para quem precisa de repouso ou tem dificuldade de locomoção, esse serviço é mais do que uma comodidade, é uma opção fundamental na recuperação e na promoção da saúde.

O benefício se estende para quem vive a rotina corrida dos grandes centros. A coleta domiciliar, que também pode ser feita no local de trabalho, acaba com a desculpa da falta de tempo para cuidar da saúde.

A entrega dos resultados acompanha essa inovação e pode ser feita via internet ou entregue no endereço indicado pelo paciente.

Qualquer pessoa, em qualquer faixa etária, pode utilizar este serviço. Agende sua coleta pelo telefone (21) 2672-7070.

Conheça nossas novas unidades

Para atender melhor os pacientes de Duque de Caxias e Ilha do Governador, o Sérgio Franco inaugura duas...

NovaSF

Visando oferecer mais comodidade e conforto aos pacientes, o Sérgio Franco aumenta sua rede de unidades e inaugura dois endereços: Duque de Caxias e Ilha do Governador.

As novas unidades oferecem uma extensa lista de exames de análises clínicas e atendimentos diferenciados em ambientes agradáveis, prezando sempre pela eficiência, excelência no atendimento e proximidade. Venha nos conhecer!

DUQUE DE CAXIAS

DuqueCaxias

 ILHA DO GOVERNADOR

IlhaGovernador

 

Teste do Pezinho: Saiba por que este teste neonatal é tão importante

Conheça a história e aplicação de um dos principais exames neonatais

teste_do_pezinho

Apesar de parecerem indefesos e frágeis, os bebês se adaptam de maneira mais fácil do que se imagina. Já em sua primeira semana de vida, conseguem reconhecer a mãe pela voz e pelo cheiro, se comunicam pelo choro e passam a identificar pessoas individualmente. No entanto, o recém-nascido necessita de uma série de cuidados. Entre eles, um exame é fundamental: o teste do pezinho.

O teste surgiu nos anos 1960 nos Estados Unidos, mas se tornou obrigatório em território nacional apenas em 1992, tendo chegado ao país na década de 1970 pelo Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN). O exame, que deve ser feito na primeira semana de vida da criança, é muito simples: bastam algumas gotas de sangue do calcanhar para que a fenilcetonúria – doença genética rara que faz com que alimentos que contenham a substância fenilalanina intoxique o cérebro, causando deficiência intelectual permanente – seja detectada.

Hoje, a evolução do teste permite que outras doenças também sejam diagnosticadas, como hipotireoidismo congênito e a fibrose cística. “Somando todas as técnicas passíveis de uso rotineiro na triagem neonatal, poderíamos testar mais de 60 doenças, sendo que boa parte delas já possui tratamento, que deve ser iniciado o mais rapidamente possível”, explica o Dr. Gustavo Guida, médico geneticista e nosso consultor.

Antes e depois
Década de 60
Com poucas gotas de sangue embebidas em papel filtro, o primeiro método – simples, barato e rápido – detectava a fenilcetonúria. Isso permitiu que qualquer agente de saúde pudesse coletar material dos bebês, enviar para laboratórios e obter resultados confiáveis. Uma característica dos exames dessa época era o uso de métodos individuais para cada doença, aumentando o custo, o tempo de realização e o risco de interferências nos resultados.

Hoje
Com o uso de cromatógrafos de alta performance e espectrômetros de massa, sugerido pela primeira vez ainda no século passado, passando a realizar parte dos testes da triagem neonatal, foi possível ampliar o acesso, acelerar os resultados e aumentar sua confiabilidade, além de permitir que com um único   exame fosse possível investigar múltiplas doenças.

Qualidade e inovação são a base da parceria Sérgio Franco & Complexo Hospitalar de Niterói (CHN)

Oferecer serviços de qualidade inquestionável só é possível com parceiros que sigam a mesma busca incansável...

sf_blog

Talvez tenha sido esse o motivo da primeira aproximação entre o Complexo Hospitalar de Niterói (CHN) e o Sérgio Franco, que já dura muitos anos, com exames e diagnósticos. “A medicina laboratorial diagnóstica é uma importante aliada numa unidade de saúde. Essa parceria com o Sérgio Franco é antiga e frutífera”, diz Ilza Boeira Fellows, diretora-geral do CHN.

A importância de uma parceria tão sólida é a agilidade de diagnóstico nos mais de 11.500 atendimentos mensais e mais de 43 mil exames. Cada minuto conta na hora do diagnóstico e na escolha do tratamento adequado, por isso é necessário ter como parceiro um laboratório com tradição, profissionais de renome e certificações em segurança, que trabalha com agilidade para garantir eficiência dos serviços e do diagnóstico.

O hospital, referência em cardiovascular, transplantes, tratamento neurointensivo e materno-infantil de alto risco, concilia, de forma harmoniosa, medicina de ponta com segurança, recursos e terapêuticas de alta tecnologia, humanização do ambiente hospitalar, treinamento e especializações permanentes dos colaboradores. E esses cuidados se estendem ao Sérgio Franco, que já os tem em seu DNA.

SF_CHN_fim

Conheça o ELF Test

Novo exame é importante aliado no combate a doenças do fígado

SF_blog

A doença hepática crônica (DHC) é responsável por inúmeras mortes ao redor do mundo. Normalmente, se dá no contexto de cirrose, que pode ser decorrente de diversas causas, entre elas, a ingestão de álcool em excesso e as hepatites B ou C.

O ELF Test [e] (Enhance Liver Fibrosis), disponível no Sérgio Franco, é um exame simples e rápido que utiliza exclusivamente marcadores de fibrose para produzir uma pontuação capaz de medir a extensão dos problemas no fígado. Feito a partir da análise do sangue, pode evitar biópsia e técnicas invasivas, sendo um grande aliado no combate a doenças que atacam o fígado.

COMO FUNCIONA

Por meio de um método que utiliza marcadores que geram uma classificação, os pacientes são organizados pela probabilidade de fibrose, facilitando a continuidade do tratamento.

 

SFCDPI

Combinação explosiva: fumar, beber e usar anticoncepcional

Para proteger a saúde, a especialista recomenda só tomar pílula anticoncepcional sob indicação médica e...

SF_0106_Blog_CORTE

Todo mundo sabe que cigarro e bebida alcoólica fazem mal à saúde. O que poucos sabem é que a pílula anticoncepcional, na maior parte do tempo uma grande aliada da mulher, também pode potencializar certos problemas se associada a esses hábitos. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), jovens fumantes que usam anticoncepcional têm 10 vezes mais chance de sofrer ataque cardíaco e embolia pulmonar do que outras da mesma faixa etária que não são fumantes e usam o mesmo medicamento. Esse grupo também apresenta maior risco para doenças do sistema circulatório, aumentando em 39% as chances de doenças coronarianas e em 22% de acidente vascular cerebral.

“A pílula e a nicotina aumentam em até 10 vezes o risco de coagulação do sangue no interior das veias, favorecendo a formação de trombos, que podem se deslocar, causando diversos problemas, entre eles a embolia pulmonar, patologia grave e potencialmente fatal”, explica a endocrinologista do Sérgio Franco Medicina Diagnóstica, Yolanda Schrank.

A trombose venosa profunda não apresenta sintomas em cerca de 50% dos casos. Quando eles ocorrem, podem incluir inchaço, dor, pele quente,  veias superficiais mais visíveis no membro afetado e batimento cardíaco rápido (taquicardia), entre outros sinais. “Os sintomas da trombose venosa profunda podem se assemelhar aos de outras doenças ou problemas. Consulte sempre seu médico para um diagnóstico”, indica a especialista.

Ela explica ainda que o consumo de álcool é nocivo às células do fígado, que é justamente o órgão em que a pílula é metabolizada. “Essa combinação de álcool, cigarro e pílula é sempre ruim, porque envolve substâncias tóxicas no organismo, principalmente pulmão e fígado, além de aumentar o risco de ocorrência de trombose”, explica Yolanda. Além disso, pode retardar a absorção do anticoncepcional, diminuindo, consequentemente, sua eficácia.

A médica destaca que a trombose é, muitas vezes, desencadeada pelos anticoncepcionais, mas a combinação explosiva de nicotina, álcool e contraceptivo oral é responsável, também, por diversas doenças oculares graves. “As principais enfermidades causadas pela combinação cigarro, bebida e uso de anticoncepcional são: hemorragia vítrea, quando os neovasos comprometem o vítreo (substância transparente e gelatinosa que preenche o globo ocular), provocando a obstrução súbita da visão; descolamento da retina causado pela tração do humor vítreo, que separa as camadas da retina, levando à visão de flashes de luz e manchas escuras. O tratamento cirúrgico deve ser imediato para evitar perda da visão e glaucoma neovascular decorrente da formação de neovasos na íris, que pode aumentar a pressão intraocular e resultar na perda da visão.”

Para proteger a saúde, a especialista recomenda só tomar pílula anticoncepcional sob indicação médica e passar por exame oftalmológico em períodos de, no máximo, dois anos.

 

10 alimentos indispensáveis para o desenvolvimento das crianças

O ideal é que as crianças sigam uma dieta baseada nesses itens e uma rotina em casa.

SF_1905_Blog_CORTE

Desde pequenas, as crianças devem ter uma alimentação saudável e balanceada que atenda às necessidades diárias, de acordo com sua faixa etária.  Para isso, a endocrinologista do laboratório Sérgio Franco Medicina Diagnóstica, Yolanda Schrank, preparou uma lista com dez superalimentos que ajudam no desenvolvimento infantil e não podem faltar no cardápio dos pequeninos.

Segundo a especialista em nutrição clínica, a ingestão desses nutrientes básicos evitam malefícios como atraso no crescimento, dificuldade no ganho de peso, falta de concentração e dificuldade de aprendizado. “O ideal é que as crianças sigam uma dieta baseada nesses itens e uma rotina em casa. É preciso que elas tenham os horários bem definidos para todas as atividades: acordar, se alimentar, brincar, estudar, tomar banho e dormir, entre outras”, complementa a Dra. Yolanda.

 Veja quais são os dez superalimentos que não podem faltar à mesa para as crianças:

 1.    Carnes

Seja de boi, frango ou peixe, elas possuem alto teor de ferro heme (hemínico ou orgânico), só encontrado nesses alimentos, e zinco, que previnem anemia e ajudam na formação dos sistemas nervoso e circulatório.

2.    Cereais

Itens como arroz branco e integral, aveia, massas, batatas e mandioca são fontes ricas de carboidratos complexos, ótimos para dar energia aos pequeninos.

3.    Fígado

Rico em vitamina K, esse alimento é responsável pelo processo de coagulação sanguínea.

4.    Feijão

O feijão é uma poderosa fonte de proteína, ferro não heme (não hemínico) – que está presente também nos vegetais, no leite e nos ovos – e fibras.

  5.    Frutas in natura

As frutas são excelentes fontes de vitaminas e fibras. As cítricas são ricas em vitamina C, que auxiliam na imunidade e na absorção do ferro não heme proveniente de alimentos de origem vegetal.

 6.    Vegetais amarelo-alaranjados

Alimentos como cenoura, abóbora, manga e mamão possuem grande concentração de vitamina A, previnem a cegueira noturna e auxiliam no desenvolvimento celular.

7.    Vegetais verde-escuros

Fontes de vitamina A e C, ácido fólico e potássio, o espinafre, o brócolis, a couve e o agrião, por exemplo, ajudam na contração muscular e no bom desempenho cerebral.

8.    Muitas hortaliças cruas

Nas saladas, as hortaliças são um prato cheio de fibras que ajudam no funcionamento intestinal.

9.    Azeite, óleos, manteiga e margarina

Apesar de serem consumidos em pequena quantidade, esses alimentos são energéticos e ricos em vitaminas lipossolúveis e ácidos graxos essenciais.

10. Água

Além de ser importantíssima para a hidratação do corpo, é enriquecida com flúor, essencial para a mineralização de dentes e ossos.

 

Câncer de mama: mamotomia evita 70% de biópsias cirúrgicas

O segundo tipo mais frequente de câncer no mundo, o câncer de mama, é o mais comum entre as mulheres,...

FB_SFCDPI_blog_1105

O segundo tipo mais frequente de câncer no mundo, o câncer de mama, é o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Na população mundial, a sobrevida média após cinco anos é de 61%. Por esse motivo é que a detecção precoce ainda é um fator que proporciona maiores chances de o tratamento ser bem-sucedido, fazendo com que as campanhas de prevenção do câncer de mama enfatizem tanto a importância de as mulheres acima dos 40 anos serem submetidas anualmente ao exame de mamografia.

 

O aumento de oferta de exames de triagem e o avanço tecnológico da mamografia e da ultrassonografia provocaram a elevação do diagnóstico precoce de lesões mamárias, permitindo, assim, que lesões muito pequenas e que não podiam ser percebidas no autoexame das mamas fossem visualizadas. Como as lesões visualizadas, quando suspeitas, precisam ser investigadas porque podem ser benignas ou malignas, houve o aumento da indicação de biópsia mamária. Com o objetivo de evitar uma cirurgia muitas vezes desnecessária, já que nem toda mulher que se submete à biópsia possui um tumor maligno, é que vêm sendo cada vez mais utilizadas as biópsias percutâneas, como a mamotomia.

 

Trata-se de um recurso diagnóstico em que a retirada de material da área suspeita, a biópsia, é realizada a vácuo por uma sonda especial, um pouco maior do que uma agulha, o que favorece a coleta de fragmentos de ótimo tamanho e reduz a chance de resultado subestimado.

Exame de sangue identifica pacientes com alto risco de insuficiência cardíaca

Um exame de sangue capaz de identificar pacientes com alto risco de insuficiência cardíaca acaba de chegar ao...

FB_SFCDPI_1504_blog

Um exame de sangue capaz de identificar pacientes com alto risco de insuficiência cardíaca acaba de chegar ao Sérgio Franco. A novidade é possível graças à dosagem de uma proteína chamada Galectina-3, biomarcador responsável por danificar o coração e detectável em altos níveis quando há risco da doença.

“Este exame define casos mais graves antes que os sinais da insuficiência cardíaca se manifestem” revela a Dra. Monica Freire, Diretora Médica do Sérgio Franco/CDPI. Segundo ela, na última década, a utilização de biomarcadores surgiu como uma importante ferramenta no diagnóstico precoce e na distinção de pacientes com esta doença, além de outras condições clínicas. “Os biomarcadores fornecem dados prognósticos muito úteis e podem ajudar a guiar a terapia tanto no acometimento agudo quanto crônico”, diz a Dra. Monica Freire, Diretora Médica do Sérgio Franco/CDPI.

A Galectina-3 é uma proteína que está diretamente envolvida com os processos de adesão e ativação celular, quimio-atração; crescimento celular, diferenciação e morte celular programada. “Devido a esta ampla funcionalidade biológica, a dosagem de Galectina-3 foi relacionada a outras doenças, como alguns tipos de câncer, inflamações e fibrose cardíaca”, afirma a médica.

Entre as vantagens propiciadas pelo exame, está a predição de risco para insuficiência cardíaca na avaliação ambulatorial, identificação de pacientes com grandes riscos de complicações, hospitalizações e mortalidade e também de pacientes que se beneficiam de abordagem terapêutica mais agressiva. Em pacientes internados por descompensação da insuficiência cardíaca, o exame também aponta a gravidade e possibilita um planejamento terapêutico individualizado.

“Hoje em dia, caminhamos para a medicina personalizada e este exame representa um grande avanço para a Medicina Diagnóstica”, destaca a Dra. Monica.

Inversão térmica aumenta a incidência de doenças respiratórias

Quando começa primeiro espirro, a dúvida aparece: é gripe ou resfriado?

FB_SFCDPI_1604_blog

As oscilações de temperaturas não são fáceis para as pessoas com propensão a doenças respiratórias. As variações bruscas de clima e temperatura em um único dia, com termômetros oscilando entre 19ºC e 30ºC, com possibilidade de chuva e sol, fazem com que a saúde fique comprometida e fragilizada.

O alto índice de doenças respiratórias nesta estação sempre gera confusão quanto ao tipo de doença a se tratar. Quando começa primeiro espirro, a dúvida aparece: é gripe ou resfriado? Veja abaixo as principais diferenças entre as duas.

 Principais diferenças entre gripe e resfriado:

 

Diferenças Gripe Resfriado
Causa É causada pelo vírus Influenza É causado por mais de 20 diferentes tipos de vírus respiratórios, como o Parainfluenza, o Adenovirus e o Rhinovírus.
Duração Dura de 7 a 10 dias Dura de 2 a 4 dias
Vacina disponível Sim Não
Sintomas Há febre alta Febre baixa ou sem febre
Complicações Pneumonia Otite, sinusite, bronquite