Qualidade e inovação são a base da parceria Sérgio Franco & Complexo Hospitalar de Niterói (CHN)

Oferecer serviços de qualidade inquestionável só é possível com parceiros que sigam a mesma busca incansável...

sf_blog

Talvez tenha sido esse o motivo da primeira aproximação entre o Complexo Hospitalar de Niterói (CHN) e o Sérgio Franco, que já dura muitos anos, com exames e diagnósticos. “A medicina laboratorial diagnóstica é uma importante aliada numa unidade de saúde. Essa parceria com o Sérgio Franco é antiga e frutífera”, diz Ilza Boeira Fellows, diretora-geral do CHN.

A importância de uma parceria tão sólida é a agilidade de diagnóstico nos mais de 11.500 atendimentos mensais e mais de 43 mil exames. Cada minuto conta na hora do diagnóstico e na escolha do tratamento adequado, por isso é necessário ter como parceiro um laboratório com tradição, profissionais de renome e certificações em segurança, que trabalha com agilidade para garantir eficiência dos serviços e do diagnóstico.

O hospital, referência em cardiovascular, transplantes, tratamento neurointensivo e materno-infantil de alto risco, concilia, de forma harmoniosa, medicina de ponta com segurança, recursos e terapêuticas de alta tecnologia, humanização do ambiente hospitalar, treinamento e especializações permanentes dos colaboradores. E esses cuidados se estendem ao Sérgio Franco, que já os tem em seu DNA.

SF_CHN_fim

Conheça o ELF Test

Novo exame é importante aliado no combate a doenças do fígado

SF_blog

A doença hepática crônica (DHC) é responsável por inúmeras mortes ao redor do mundo. Normalmente, se dá no contexto de cirrose, que pode ser decorrente de diversas causas, entre elas, a ingestão de álcool em excesso e as hepatites B ou C.

O ELF Test [e] (Enhance Liver Fibrosis), disponível no Sérgio Franco, é um exame simples e rápido que utiliza exclusivamente marcadores de fibrose para produzir uma pontuação capaz de medir a extensão dos problemas no fígado. Feito a partir da análise do sangue, pode evitar biópsia e técnicas invasivas, sendo um grande aliado no combate a doenças que atacam o fígado.

COMO FUNCIONA

Por meio de um método que utiliza marcadores que geram uma classificação, os pacientes são organizados pela probabilidade de fibrose, facilitando a continuidade do tratamento.

 

SFCDPI