CDPI expande serviço de cardiologia nuclear

Aquisição de mais uma Gamacâmara aumenta a capacidade de atendimento em cintilografia miocárdica.

sf_blog

Em um novo investimento para a ampliação de seu parque tecnológico, a Clínica de Diagnóstico por Imagem (CDPI) adquiriu mais uma Gamacâmara, produzida pela GE, e expandiu sua área de cardiologia nuclear, duplicando a realização diária de cintilografia na unidade CID Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Segundo Dr. Ronaldo Leão, cardiologista do setor, o investimento se justifica pela demanda crescente para o exame. “A CDPI duplicou a oferta de vagas do exame de cintilografia miocárdica – procedimento muito procurado – e investiu ainda mais na melhoria do serviço, o que facilita o agendamento e, consequentemente, oferece mais conforto para os pacientes”, reforça o médico.

De acordo com Dr. Ronaldo, a tecnologia tem resolução espacial e energética duas e dez vezes maior, respectivamente, o que permite a execução de exames mais precisos e acurados. Além disso, o setor de cardiologia nuclear da CDPI utiliza um protocolo para a realização de procedimentos que expõem menos os pacientes à radiação e reduz o tempo do exame. “O equipamento usado na CDPI aumenta a sensibilidade e a precisão do diagnóstico de doença coronariana obstrutiva”, afirma.

7 alimentos superpoderosos para a saúde (parte 2)

Saiba como o consumo regular de alho, maçã, uva e fibras ajudam a turbinar sua saúde.

sf_blog

Proteger o corpo de doenças, levando uma vida mais saudável pode ser uma experiência saborosa. Na última semana, você conheceu como o “suco verde”, o molho de tomate e a soja ajudam a fortalecer o organismo. Nesta segunda parte do nosso especial sobre alimentos funcionais, saiba como o consumo regular de alho, maçã, uva e fibras também podem ajudar a turbinar sua saúde.

4

Aqui, o sistema imunológico é o grande favorecido. “O alho é um antibiótico natural, capaz de controlar fungos e bactérias. Em crises agudas, os medicamentos são indispensáveis. Porém, quem sofre de infecções recorrentes, como a candidíase de repetição, pode se beneficiar do efeito bactericida do alho”, afirma Dr. Roberto Navarro. Mas como a alicina, seu “milagroso” princípio ativo, se perde no cozimento, a questão é como consumir o alho cru. Algumas dicas são: preparar caldos que levam o ingrediente in natura (como molho pesto ou gaspacho), acrescentar lâminas finas de alho à salada ou cortá-lo ao meio e engoli-lo com água, sem mastigar, como se fosse um comprimido. O nutrólogo recomenda a ingestão de dois dentes de alho por dia.

5

O ditado em inglês (que diz que uma maçã por dia evita visitas ao médico) talvez se deva à pectina, encontrada na casca da fruta. O Dr. Roberto Navarro indica a maçã como coadjuvante em tratamentos de controle do colesterol e adverte: “É importante comer com a casca”. O Dr. Fernando Chueiri aponta os benefícios da maçã em casos de constipação intestinal: “São necessários 30 gramas de fibra por dia para garantir um bom funcionamento desse órgão, que corresponderiam a cerca de dez maçãs. Mas podemos, claro, variar as fontes diárias de fibra, comendo também cerais integrais, linhaça, alcachofra e outras frutas, como pera e mamão”.

6

Os polifenóis presentes na uva ajudam a evitar o câncer (pelo seu efeito antioxidante) e doenças cardiovasculares. Neste último caso, quando há comprometimento de vasos e artérias, a fruta vai além da prevenção: “O consumo diário de 150 ml de vinho ou suco de uva integral por pacientes com colesterol aumentado é um auxílio ao tratamento”, diz o nutrólogo Dr. Fernando Chueiri. O Dr. Roberto Navarro emenda e conclui: “A nutrologia concorda que uma dieta rica em antioxidantes tem efeito protetor do coração. Eles são encontrados em pigmentos de vegetais: todos os que têm cores fortes são potentes antioxidantes”.

7

As fibras presentes em abundância na aveia já seriam motivo suficiente para recomendar a ingestão diária de meia xícara do cereal a quem deseja prolongar a sensação de saciedade e regular o trânsito intestinal (o que inclui um grande número de mulheres!). Diabéticos também podem se beneficiar do ingrediente, já que, na presença de fibras, a glicose no sangue é absorvida de maneira gradual, evitando picos de insulina. Mas a prescrição alimentar vai além: “A aveia é fonte de betaglucana, que ajuda no controle do colesterol e na diminuição de risco de câncer no intestino”, atesta o Dr. Roberto Navarro.

7 alimentos superpoderosos para a saúde – parte 1

O nutrólogo Dr. Roberto Navarro explica os segredos por trás do consumo regular de "suco verde", molho de...

sf_blog

Como consequência do próprio metabolismo, o corpo humano produz alguns “lixos”, como a homocisteína, que aumenta o risco de doenças cardiovasculares e de demência. A sorte, como explica o clínico geral e nutrólogo Dr. Roberto Navarro, é que uma dieta rica em ácido fólico ajuda a controlar os efeitos desse aminoácido.

Da mesma forma que o ácido fólico é encontrado na soja, outras substâncias aliadas da saúde – seja na prevenção de doenças crônicas, seja no auxílio ao tratamento medicamentoso – também se põem à mesa. Conheça sete alimentos capazes de trazer incríveis benefícios para o seu corpo.

1

Aqui está o segredo de um bom suco verde: os vegetais-escuros têm nutrientes, como os compostos sulfidrílicos, que auxiliam na detoxicação hepática – ou seja, ajudam a proteger o fígado das toxinas que circulam no sangue. Além disso, alimentos como brócolis, a couve e o espinafre têm pouquíssimas calorias e são fontes de ferro e fibras. O Dr. Roberto Navarro lembra, ainda, que essas folhas de cor tão chamativa “contêm ácido fólico e luteína, um antioxidante que protege os olhos e diminui o risco de degeneração da mácula [área ocular propensa, em idade avançada, a ser afetada]”.

2

O licopeno presente no tomate – e também no morango e na melancia – tem ação antioxidante, que ajuda a diminuir a produção de radicais livres. Por conta dessa substância, o também nutrólogo Dr. Fernando Bahdur Chueire afirma: “O tomate é recomendado na prevenção, mas quando se fala em alguns tipos de câncer, como o de próstata, o alimento deve ser consumido diariamente, inclusive como aliado no tratamento”. Durante o preparo, é fundamental cozinhar o tomate e adicionar uma gordura monoinsaturada, como azeite. “O licopeno é extraído do tomate e fica retido no óleo. Por isso, os molhos, em especial os caseiros, concentram mais licopeno que a fruta em si”, conclui o Dr. Roberto Navarro.

3

Um aclamado alimento funcional (aquele que traz benefícios à saúde quando consumido com frequência), a soja é uma leguminosa que está por toda parte: em grãos, na forma de leite, queijo, extratos, hambúrgueres – mas quanto a isso, o Dr. Fernando Chueiri é categórico: “Atenção à ficha nutricional dos derivados industrializados. É preciso saber quanto de soja há realmente no produto. O melhor mesmo é consumir o grão, cerca de 25 gramas por dia”. A diminuição do risco de doenças cardiovasculares é o principal benefício de uma dieta rica em soja. Mas a colina, vitamina presente no ingrediente, também atua na memória e cognição, ajudando a preservar as funções cerebrais.