Arquivo para categoria: Equilíbrio

7 alimentos superpoderosos para a saúde (parte 2)

Saiba como o consumo regular de alho, maçã, uva e fibras ajudam a turbinar sua saúde.

sf_blog

Proteger o corpo de doenças, levando uma vida mais saudável pode ser uma experiência saborosa. Na última semana, você conheceu como o “suco verde”, o molho de tomate e a soja ajudam a fortalecer o organismo. Nesta segunda parte do nosso especial sobre alimentos funcionais, saiba como o consumo regular de alho, maçã, uva e fibras também podem ajudar a turbinar sua saúde.

4

Aqui, o sistema imunológico é o grande favorecido. “O alho é um antibiótico natural, capaz de controlar fungos e bactérias. Em crises agudas, os medicamentos são indispensáveis. Porém, quem sofre de infecções recorrentes, como a candidíase de repetição, pode se beneficiar do efeito bactericida do alho”, afirma Dr. Roberto Navarro. Mas como a alicina, seu “milagroso” princípio ativo, se perde no cozimento, a questão é como consumir o alho cru. Algumas dicas são: preparar caldos que levam o ingrediente in natura (como molho pesto ou gaspacho), acrescentar lâminas finas de alho à salada ou cortá-lo ao meio e engoli-lo com água, sem mastigar, como se fosse um comprimido. O nutrólogo recomenda a ingestão de dois dentes de alho por dia.

5

O ditado em inglês (que diz que uma maçã por dia evita visitas ao médico) talvez se deva à pectina, encontrada na casca da fruta. O Dr. Roberto Navarro indica a maçã como coadjuvante em tratamentos de controle do colesterol e adverte: “É importante comer com a casca”. O Dr. Fernando Chueiri aponta os benefícios da maçã em casos de constipação intestinal: “São necessários 30 gramas de fibra por dia para garantir um bom funcionamento desse órgão, que corresponderiam a cerca de dez maçãs. Mas podemos, claro, variar as fontes diárias de fibra, comendo também cerais integrais, linhaça, alcachofra e outras frutas, como pera e mamão”.

6

Os polifenóis presentes na uva ajudam a evitar o câncer (pelo seu efeito antioxidante) e doenças cardiovasculares. Neste último caso, quando há comprometimento de vasos e artérias, a fruta vai além da prevenção: “O consumo diário de 150 ml de vinho ou suco de uva integral por pacientes com colesterol aumentado é um auxílio ao tratamento”, diz o nutrólogo Dr. Fernando Chueiri. O Dr. Roberto Navarro emenda e conclui: “A nutrologia concorda que uma dieta rica em antioxidantes tem efeito protetor do coração. Eles são encontrados em pigmentos de vegetais: todos os que têm cores fortes são potentes antioxidantes”.

7

As fibras presentes em abundância na aveia já seriam motivo suficiente para recomendar a ingestão diária de meia xícara do cereal a quem deseja prolongar a sensação de saciedade e regular o trânsito intestinal (o que inclui um grande número de mulheres!). Diabéticos também podem se beneficiar do ingrediente, já que, na presença de fibras, a glicose no sangue é absorvida de maneira gradual, evitando picos de insulina. Mas a prescrição alimentar vai além: “A aveia é fonte de betaglucana, que ajuda no controle do colesterol e na diminuição de risco de câncer no intestino”, atesta o Dr. Roberto Navarro.

Harmonize-se

Se antes a imagem de uma pessoa conectada 24 horas era relacionada apenas a algumas profissões − como um operador da bolsa ou um médico −, no século 21 não importa a carreira: você provavelmente é alcançado a qualquer hora do dia (e da noite) por questões profissionais, ou não, e precisa aprender a lidar com isso de forma positiva

sfcdpi-harmonia-corte

Smartphones, tablets, notebooks e outros gadgets comuns entre os profissionais da Geração Y são úteis para resolver situações fora do escritório, mas podem transformar as pessoas em escravas permanentes do trabalho. Nesse cenário, em que a tecnologia tornou tênue a barreira entre vida pessoal e profissional, como encontrar o equilíbrio?
Leia Mais

Colecionador de prazeres

O músico Ed Motta resume a sua obsessão por perfeição em três raridades

sfcdpi-combinacao-corte

Quando se interessa por algo, Ed Motta pesquisa a fundo o tema e consome o melhor que houver na área. É assim com a sua coleção de LPs, que tem mais de 30 mil unidades, com os livros raros que lê e também com os vinhos da sua adega – seus preferidos são os Borgonha, mas os Bordeaux ocupam um segundo lugar de destaque.
Leia Mais

Pesquisa faz ligação entre boa saúde e casamento feliz

Na saúde ou na doença, mas geralmente com mais saúde que o normal

Blog04

 

Estudo divulgado na publicação científica Journal of Marriage and Family revela que, aparentemente, um casamento feliz faz bem à saúde. Pesquisadores de diversas universidades americanas se juntaram para analisar informações de 1.681 pessoas que permaneceram casadas com a mesma pessoa por pelo menos 20 anos (de 1980 a 2000).

Leia Mais

Você conhece o projeto Segunda Sem Carne?

Que tal virar vegetariano por um dia?

Blog_Alimentacao

 

É uma iniciativa para que as pessoas deixem, pelo menos uma vez por semana, a proteína animal de lado e experimentem um pouquinho do mundo vegetariano. A carne vermelha, principalmente, é uma das responsáveis pelo envelhecimento precoce e diversos problemas de saúde, por exemplo.

Para acabar com a indecisão sobre o que comer deixando os filés de lado, o web-aplicativo Naveg indica os restaurantes veggies mais próximos e ajuda na sua escolha com dicas dos usuários. Ele funciona em iOS, Android e Windows Phone, basta você entrar no site por meio do navegador, criar um atalho para ele em sua página inicial e pronto.

 

(Texto publicado originalmente na Revista Sérgio Franco CDPI. Você pode fazer o download para iPad neste link (http://bit.ly/Z6ustb) ou retirar sua versão impressa em qualquer Unidade de Atendimento (http://bit.ly/115N36x).)

 

Caminhar uma hora por dia reduz o risco de câncer de mama

Mulheres na pós-menopausa que caminham frequentemente podem reduzir o risco em até 14%

01

 

A Sociedade Americana do Câncer anunciou recentemente uma ótima notícia para este Outubro Rosa: uma simples caminhada de uma hora por dia pode diminuir de maneira significativa o risco de desenvolver câncer de mama.

Leia Mais

Aprenda a desvendar o que quer dizer cada coisa nos rótulos dos alimentos

Para ter uma alimentação correta, é preciso aprender a ler o rótulo antes de comprar

BlogEmbalagem

O primeiro passo para ter uma alimentação saudável é saber balancear nutrientes e calorias. Nem sempre o que parece saudável na teoria faz bem para a saúde de verdade (é o caso de muitos alimentos industrializados que se dizem “light” ou “diet”), enquanto outros parecem ser vilões, mas, se consumidos da maneira recomendada, não fazem mal.

Para evitar ciladas, a dica é uma só: aprenda a ler o rótulo do produto. Ainda que recomendado por todos os médicos e especialistas, muitas pessoas ainda não têm o costume de ler toda a embalagem antes de colocar o alimento no carrinho de compras.

De acordo com o Ministério da Saúde, 70% das pessoas que ligam para o Disque-Saúde, serviço que esclarece dúvidas da população, consultam os rótulos na hora da compra. No entanto, mais da metade delas não entende o significado do que está impresso ali. As informações nutricionais são essenciais para manter a dieta balanceada, então aprenda a decifrar o que está escrito ali na tabelinha:

– Porção (em gramas ou mililitros): é a quantidade média recomendada para consumo para manter uma alimentação saudável. Na maioria das vezes os valores nutricionais não correspondem ao alimento inteiro, então é preciso prestar atenção para lembrar de calcular o valor correspondente à quantidade que será ingerida.

– Medida caseira: ela vem ao lado do valor da porção. É a maneira mais fácil de dizer ao consumidor quanto do produto corresponde à tal porção indicada. Por exemplo: uma unidade, fatia, tablete, colher, copo, etc.

– Valor energético: são as famosas calorias (kcal). Elas representam a energia que nosso corpo produz a partir do consumo daquela porção de alimento.

– %VD: a sigla significa Valor Diário. Indica qual a quantidade calorias e de nutrientes que o alimento apresenta em relação a uma dieta média de 2.000 kcal.

– Carboidratos: são fontes de energia para o corpo. O que não é utilizado pelo organismo é estocado na forma de gordura, por isto é preciso consumir moderadamente. Atenção: o “zero açúcar” escrito no rótulo nem sempre significa que o produto tem zero carboidrato! A necessidade diária é de 300g.

– Proteínas: auxiliam a construir e conservar tecidos, órgãos e células. Em doses apropriadas, elas garantem a manutenção da saúde e também proporcionam sensação de saciedade. A necessidade diária é de 75g.

– Gorduras totais: são altamente energéticas e auxiliam no transporte das vitaminas A, D, E e K. No entanto, o consumo deve ser moderado, já que o abuso provoca aumento de peso. As gorduras totais representam a soma das gorduras poliinsaturadas, monoinsaturadas, saturadas e trans. A necessidade diária é de 55g.

– Gorduras saturadas: a ingestão excessiva desse tipo de gordura aumenta o risco de doenças cardiovasculares. Por isto, o ideal é fugir dos alimentos com alto %VD. A necessidade diária é de 22g.

– Gorduras trans: presentes principalmente em produtos industrializados que levam gorduras vegetais hidrogenadas na preparação (salgadinhos, bolachas, sorvetes), devem ser evitadas sempre que possível. Segundo a Anvisa, para não prejudicar a saúde o ideal é consumir no máximo 2g de gordura trans por dia.

– Fibra alimentar: são compostos essenciais para o bom funcionamento do organismo. Entre seus benefícios estão o controle das taxas de glicemia e colesterol, a manutenção das funções intestinais e o aumento do efeito de saciedade. A necessidade diária é de 25g.

– Sódio: ainda que esteja na moda “crucificar” o sódio, este nutriente é importante para a regulação hídrica e o desempenho adequado do cérebro. O problema está no excesso: sopinhas em pó e macarrão instantâneo podem ter poucas calorias, mas uma quantidade absurda de sódio. A necessidade diária é de 2.400mg.

Para ter uma alimentação mais saudável, prefira produtos com baixo %VD para gorduras saturadas, gorduras trans e sódio e procure produtos com alto %VD para as fibras alimentares. E lembre-se: um pouco mais de calorias compensa a escolha por alimentos mais nutritivos.

Dicas importantes para iniciar a prática de atividades físicas

Quer começar a se exercitar? Aqui vão sete dicas para suar a camisa direito!

sfcdpi-exercícios-corte

Se você faz parte do grupo de pessoas que só fica na velha promessa do “segunda-feira eu começo”, saiba que nunca é tarde para levar a sério a intenção. Quem faz exercícios físicos só tem a ganhar – os riscos de doenças como hipertensão, diabetes e colesterol diminuem, a respiração melhora, a disposição e o ânimo para o dia a dia só aumentam.

Quem decidiu colocar o plano em prática já ganha pontos pela força de vontade, mas também é importante lembrar que, antes de calçar o tênis e partir para a academia, é necessário ter uma avaliação médica. O especialista vai dizer se o corpo está apto para a atividade escolhida e decidir se é necessário complementar o exame com outros métodos diagnósticos, como o teste ergométrico, eletrocardiograma e ecocardiograma.

Se o médico der sinal verde, então tudo bem – mas antes, siga sete dicas valiosas para começar bem:

– Converse sobre o seu corpo com o instrutor: quem se matricular em uma academia ou contratar um personal trainer deve repassar todos os números para o professor – pressão, frequência cardíaca, índice de massa corporal e demais medidas antropométricas.

– Procure a roupa perfeita: ainda que a indústria da moda lucre bastante com os looks de academia, tenha em mente que, independente de ter estilo, a roupa deve ser leve e confortável. O mesmo vale para os tênis.

– Prepare o seu corpo: lembre-se que, antes de qualquer coisa, os músculos e articulações precisam estar aquecidos e alongados. Repita o alongamento quando terminar.

– Não se esqueça da comida e da bebida: nunca faça atividades físicas em jejum, escolha algum alimento leve e com baixo teor calórico para ter energia durante o exercício. Quanto à água, não há dúvidas – hidrate-se antes, durante e depois do treino. Tome meio litro de água fracionado durante os intervalos de descanso e até um litro nas próximas horas após os exercícios.

– Não tenha pressa: a vontade de perceber resultados rápidos pode fazer com que a pessoa exagere na quantidade e no ritmo, causando lesões. Mesmo que sem resultados aparentes, as primeiras aulas devem ser feitas com calma para que o corpo se fortaleça e se acostume com o exercício.

– Fuja da rotina: depois que o seu corpo acostumou e já mostrou alguns resultados, é comum parecer, em certo ponto, que não há mais avanço no processo. A dica não é aumentar drasticamente o peso e nem a frequência, mas sim variar o treinamento. Um dia corra na rua, no outro pedale alguns quilômetros, no outro faça musculação, por exemplo.

– Um passo de cada vez: aumente a intensidade gradualmente, mas não faça isto por conta própria. Para evitar lesões, siga a orientação do professor para ir adiante no treinamento.
– Aprenda a queimar muitas calorias: confira quantas calorias vão embora durante uma hora de atividade física:
Uma corridinha – 900 calorias
Andar de bicicleta – 840 calorias
Uma partida de tênis – 800 calorias
Joguinho de futebol – 780 calorias
Aula de boxe – 660 calorias
Natação – 540 calorias

Movimento Segunda Sem Carne traz benefícios ao mundo todo

Deixar de comer carne apenas uma vez por semana melhora o corpo e o ambiente

sfcdpi-semcarne-corte

Abandonar a carne e virar vegetariano de um dia para o outro é algo difícil e nem todo mundo consegue. Mas que tal eliminar a carne pelo menos um único dia da semana? Esta é a ideia do Segunda Sem Carne, movimento que mostra que é possível se esforçar só um pouquinho e já trazer um bom impacto para o planeta.
Leia Mais

Sua maneira de reagir a frustrações pode afetar sua saúde

Sensação de incapacidade pode trazer sérias consequências

sfcdpi-frustracao-corte

É praticamente impossível não ter nenhuma frustração ao longo da vida. Pode ser um relacionamento que não deu certo, o chefe que promoveu um novato e não você, o fato de passar o ano todo estudando e ter enxaqueca no dia do vestibular. A frustração é uma sensação de incapacidade que geralmente surge justamente quando envolve algo que não dependia de você.
Leia Mais