CDPI é a primeira da América Latina a utilizar novo equipamento de ressonância magnética

Máquina 3 Tesla é capaz de fornecer informações detalhadas e complexas do corpo humano, além de imagens dos batimentos cardíacos em tempo real.

sf_blog

Imagens ainda em tempo real dos batimentos cardíacos, detalhes das imagens dos neurônios e características específicas de tumores como de próstata e mama. Essas são algumas das funcionalidades que já estão disponíveis para os cariocas que utilizarem o novo aparelho de ressonância magnética (RM), o Magnetom Prisma 3 Tesla PowerPack, da empresa Siemens. O equipamento está disponível na Clínica de Diagnóstico por Imagem (CDPI) e representa o que há de mais moderno em obtenção de imagens para medicina diagnóstica segundo o professor e diretor médico da CDPI, Emerson Gasparetto.

“As imagens geradas pelo Magnetom Prisma 3 Tesla em pacientes com tumores intracranianos podem melhorar significativamente a caracterização do grau de agressividade desses tumores – sempre com acesso não invasivo. A sensibilidade em determinar o local afetado pelo tumor é de 88% no novo mecanismo, enquanto em aparelhos de geração anterior é de 67%”, detalhou o professor Emerson Gasparetto.

Do ponto de vista técnico, os recursos e especificações da máquina chegam a atingir até o dobro da capacidade dos aparelhos mais modernos de RM de uso rotineiro.

Novas aplicações em projetos de pesquisa são também possíveis, na medida em que a capacidade adicional desse aparelho permite analisar detalhes das estruturas que não podem ser reproduzidos em nenhuma outra plataforma de RM.
O novo aparelho já está em funcionamento na unidade CDPI Barra Shopping.

Endereço: Av. das Américas, 4.666 – Centro Médico Barra Shopping.

Tags:, ,