CDPI expande serviço de cardiologia nuclear

Aquisição de mais uma Gamacâmara aumenta a capacidade de atendimento em cintilografia miocárdica.

sf_blog

Em um novo investimento para a ampliação de seu parque tecnológico, a Clínica de Diagnóstico por Imagem (CDPI) adquiriu mais uma Gamacâmara, produzida pela GE, e expandiu sua área de cardiologia nuclear, duplicando a realização diária de cintilografia na unidade CID Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Segundo Dr. Ronaldo Leão, cardiologista do setor, o investimento se justifica pela demanda crescente para o exame. “A CDPI duplicou a oferta de vagas do exame de cintilografia miocárdica – procedimento muito procurado – e investiu ainda mais na melhoria do serviço, o que facilita o agendamento e, consequentemente, oferece mais conforto para os pacientes”, reforça o médico.

De acordo com Dr. Ronaldo, a tecnologia tem resolução espacial e energética duas e dez vezes maior, respectivamente, o que permite a execução de exames mais precisos e acurados. Além disso, o setor de cardiologia nuclear da CDPI utiliza um protocolo para a realização de procedimentos que expõem menos os pacientes à radiação e reduz o tempo do exame. “O equipamento usado na CDPI aumenta a sensibilidade e a precisão do diagnóstico de doença coronariana obstrutiva”, afirma.

Tags:, , , ,