Cuidados com a pele dos diabéticos

Mais suscetível a infecções, um exame diário é importante na pele do diabético

497246309

A diabetes é uma doença crônica em que o organismo tem dificuldade em metabolizar a glicose e a insulina. Além de ter que tomar doses de insulina diariamente e cuidar da alimentação, o diabético também precisa estar atento a sua pele. Isso porque os queracinócitos, as células que compõem o tecido epitelial, precisam de insulina para crescerem.

Assim, a pele do diabético tende a ser mais fina e menos elástica, precisando sempre de hidratação para evitar cortes e dermatites, como coceiras, descamação e manchas vermelhas. O tecido epitelial do diabético tem uma cicatrização mais lenta, por isso qualquer corte precisa ser tratado com muito cuidado e, até mesmo, com a ajuda de médicos.

Além da cicatrização lenta, a pele também perde sensibilidade, principalmente nas extremidades. Sendo assim, os pés dos diabéticos devem receber atenção especial. Uma simples pedra no sapato pode criar uma ferida; micoses e frieiras também são comuns e não saram naturalmente.

Usar sapatos confortáveis é importante, mas também é preciso examinar a pele todos os dias em busca de pequenos cortes e fazer uma hidratação com cremes hipoalergênicos e dermatologicamente testados. Também é importante tomar cuidado ao cortar as unhas, para evitar infecções.

Tags:, , , , , ,