Doença celíaca: o que pode e o que não pode

Intolerantes ao glúten precisam estar atentos ao que comem

blogSF03

Uma em cada 200 pessoas no mundo tem intolerância a glúten, segundo a OMS. O glúten é uma proteína encontrada no trigo, cevada, aveia e centeio. Provoca danos na parede do intestino de quem é intolerante, impedindo a absorção de nutrientes como gordura, cálcio, ferro e ácido fólico. Assim, um celíaco pode ter perda de peso, anemia, osteoporose e diarreias constantes.

A doença celíaca não tem cura, e o único tratamento é uma dieta livre de glúten. Isso significa cortar tudo que vem do trigo, cevada, aveia e centeio, como cerveja, pães, massas e bolos. Por lei, todo produto deve indicar em seu rótulo se contém glúten ou não. Mesmo assim, o paciente precisa tomar cuidado com refeições feitas fora de casa, porque até mesmo o óleo em que um empanado foi feito pode prejudicá-lo.

Apesar de ter uma dieta restrita, pacientes celíacos podem levar uma vida com comidas gostosas e saudáveis ao mesmo tempo! Derivados do milho, como amido de milho, canjica, fubá e farinha de milho são opções que substituem o trigo. Arroz, fécula de batata e derivados da mandioca também são permitidos. As bebidas alcoólicas permitidas são vinho, espumante, aguardente, champanhe e saquê. Com a dieta certa e uma visita anual ao médico, o celíaco pode viver sem apresentar problemas com a doença.

Tags:, , , ,