Efeitos do horário de verão no organismo

A mudança de horário afeta seu relógio biológico e tem efeitos no organismo

blog_sf

 

Na madrugada de sábado para domingo, começou o horário de verão e o relógios de várias regiões do Brasil, incluindo o Rio de Janeiro, foram adiantados em uma hora.

Com essa mudança, o sol passa a se pôr mais tarde, deixando-nos até aproveitar mais algumas atividades do dia-a-dia, como ter uma hora a mais de praia, por exemplo. Mas também nosso relógio biológico é alterado e nosso corpo pode demorar a se acostumar com as mudanças provocadas pela troca de horário.

O primeiro dia do horário de verão tem apenas 23 horas e nosso organismo está acostumado com dias de 24 horas. Portanto, não sentimos fome e sono nos horários habituais. Com esse impacto, nosso corpo não consegue realizar a síntese dos hormônios do crescimento e cortisol de forma adequada, pois o processo ocorre enquanto dormimos.

Os resultados podem variar entre cansaço, dificuldade de concentração, sonolência e irritabilidade. Em geral, conseguimos nos adaptar ao novo horário de três a sete dias após a mudança. No entanto, algumas dicas podem ajudar a melhorar o período de adaptação:

– Quem pratica atividade física deve reduzir os exercícios na primeira semana, para que o organismo se adapte às mudanças.

– Prefira se alimentar se forma leve e com alimentos de fácil digestão. Com a troca de horário, o corpo exige mais energia para se adaptar.

– Mantenha o corpo hidratado para evitar a sensação de cansaço.

– Tirar um cochilo durante a tarde pode parecer uma boa ideia, mas não é. Mesmo cansado, é melhor que você reserve o sono para o horário noturno, ajudando o relógio biológico a se acostumar.

Tags:, , , ,