Estudo aponta as causas do autismo

Fatores ambientais são tão importantes quanto genética

blogSF07

Estima-se que 1 em cada 100 pessoas no mundo tenha algum grau de autismo, síndrome na qual a pessoa tem dificuldades em interagir socialmente. O autismo surge nos primeiros 36 meses de vida da criança e, para ser diagnosticado, precisa de acompanhamento de especialistas.

Um estudo feito na Suécia apontou que fatores ambientais têm 50% de peso no desenvolvimento da síndrome. A outra metade corresponde a fatores genéticos. Realizado entre 1982 e 2006, o estudo é o maior já feito sobre as origens do autismo, ainda um mistério para a ciência.

Antes do estudo, acreditava-se que os fatores genéticos eram responsáveis por 80% a 90% do desenvolvimento da síndrome. Porém, complicações no parto, infecções sofridas pela mãe, consumo de drogas antes e durante a gravidez e até mesmo o nível socioeconômico da família têm tanta responsabilidade quanto os genes do bebê e de seus pais.

O autismo ainda não tem cura e as pessoas com a síndrome costumam ter acompanhamento de terapeutas para conseguirem se adequar à sociedade. Alguns estudos indicam que uma alimentação sem caseína (proteína encontrada no leite) e sem glúten pode ajudar a melhora do paciente, porém, nenhuma teoria foi comprovada em sua totalidade.

Tags:, , , , ,