Ruim para o coração, ruim para o cérebro

Maus hábitos como tabagismo e obesidade também podem causar problemas de cognição

sfcdpi-cerebro-corte

Pessoas que fumam, bebem em excesso, que têm diabetes, colesterol alto… Todas elas correm sérios riscos cardiovasculares, certo? Isto não é novidade. A novidade é que um estudo holandês mostrou que, além de fazer mal ao coração, estes hábitos ruins também prejudicam as nossas habilidades cognitivas.

A pesquisa acompanhou cerca de 3.800 pessoas com idades entre 35 e 82 anos que estavam no grupo de risco de doenças cardíacas. Elas fizeram testes para avaliar a memória, a capacidade de planejamento e o raciocínio para iniciar e alternar tarefas. A conclusão foi que as pessoas com maior risco foram 50% piores nos testes mentais em comparação às pessoas de menor risco.

Os pesquisadores ainda destacaram que a ligação entre os riscos de doenças cardíacas e a redução da função cerebral foi observada em todas as faixas etárias. Ou seja: os jovens precisam perceber que as consequências de uma vida desregrada não aparecem somente no futuro. Elas começam a aparecer no presente e é necessário cuidar do corpo para que o coração e a mente sempre funcionem bem.

Tags:, , , , ,